Na cozinha, os hambúrgueres são feitos pelo  Pantcho, que descobriu ter talento pra coisa depois de muito ao assumir a cozinha nas reuniões entre amigos que fazia em casa.

PANTCHO'S HOUSE
COMO NASCE...

Pantcho’s House ou a casa do Pantcho e da Regi ( Pantchos house é mais comercial então foi enxugado), nasce antes mesmo do comércio, nossa casa sempre foi ponto de encontro dos amigos, como bons anfitriões nossa missão era alimenta-los bem, então começamos a fazer uns petiscos diferentes, até que o Ricardo ( Pantcho ) um dia resolveu fazer hambúrguer e a galera não quis saber de comer outra coisa a não ser o hambúrguer do PANTCHO.
Em 2015/16 Passávamos por um momento financeiro bem difícil e precisávamos de uma renda complementar, assim nasce na 
cozinha de casa a Pantchos House Burger/Delivery. De forma muito amadora mas com o mesmo cuidado em que nos preparáva-mos para receber nossos amigos.

O pão do hambúrguer era produzido diariamente no “forninho” de casa, molhos caseiros e os ingredientes mais frescos que tínhamos a disposição naquele momento. A carne, ah... a carne, como foi difícil encontrar um fornecedor disposto a preparar a misturas (blend) que queríamos, mas dava tanto trabalho para fazer, era um pedido absurdo para os açougues, ninguém queria fazer e ficamos meio desanimados até que achamos um parceiro que topou moer a carne do jeito que queríamos, mesmo sendo uma pequena quantidade, parceria que se mantém até hoje.
 

Enfim... pão, carne e queijo e estávamos prontos para atender, chamamos um vizinho que tinha uma empresa de transporte para fazer as entregas, divulgamos e a ansiedade começou a bater no peito: e se ninguém pedir? E se pedirem demais? E eram tantos “SEs”. Iniciamos o atendimento as sextas, sábados e domingos pois trabalhávamos em outras empresas durante a semana, era uma loucura, mas necessário pois não podíamos deixar nossos trabalhos assim no escuro. Em Março/2016 chega a tão esperada inauguração, em nosso primeiro pedido levamos um calote, ebaaaaa! Começamos super bem! Mas vieram outros pedidos e mais outros, mais pedidos do que dávamos conta de atender, os clientes entenderam a proposta e o carinho envolvidos na preparações.

 

A notícia começou a se espalhar sobre o hambúrguer do Pantcho e os clientes começaram a fazer verdadeiras loucuras para provar, como por exemplo, ir dirigindo até um CEP que atendíamos, fazer o pedido e aguardar no carro no meio do Grajaú por vários minutos a chegada do motoboy, quando o motoboy chegava no endereço era surpreendido por uma pessoa descendo do carro e o abordando, imagine o desespero do motoca, rs. Foi ai que a ficha caiu, temos que ir para um ponto físico onde as pessoas
possam vir até nós de maneira segura. E assim nasce a Pantcho’s House/Jequirituba.

PANTCHO'S HOUSE
COMO CRESCE...

Com sorte, conseguimos um espaço que já era um restaurante antes, então o custo com reforma cabia nos nossos boletos, contamos com ajuda da família para financiar a obra, a irmã que virou sócia e o cunhado que emprestou o cartão afim de parcelarmos o máximo possível.
Alugamos o Ponto da Lojinha de 35 lugares em Maio/2016 e começamos a reforma, em Julho/2016 a loja estava pronta para o atendimento, como Ricardo dizia: aqui está a minha casa e minha dignidade, pois os utensílios e panelas da cozinha eram da nossa casa, bem como TV, decoração, toca discos, enfim... era praticamente a casa do Pantcho. Quando finalizamos a reforma sentamos no sofá, olhamos tudo lindo e
falamos: gostaria de vir aqui. Isso causou uma proximidade muito grande com os clientes, pois eles percebiam o cuidado em cada canto da casa. Foi um sucesso! Filas e mais filas, imaginávamos que o movimento seria por conta da novidade, mas que em 3 meses passaria e iniciaria 
a normalidade da casa, porém as filas só aumentavam. Quando chegou a filas com 90 pessoas e batendo 2 horas de espera, nos olhamos novamente e falamos: eu não viria neste local, podia ser o melhor hambúrguer do mundo, mas eu não ficaria tanto tempo numa fila, chegou a hora de ir para uma casa maior.
 

Quando nossos boletos para abertura do espaço jequirituba estavam acabando, fomos atrás de um ponto maior nas redondezas. Encontramos o ponto atual e foi amor a primeira vista, quando a lojinha (jequirituba) fez 1 ano (julho/2017), alugamos o ponto do Pq. Colonial e iniciamos as obras.
Em nov/2017 a loja estava pronta para o atendimento, penamos bastante pois saímos de uma loja de 35 para 120 lugares, espaço maior, equipe maior, problemas maiores, não estávamos acostumados com tanta gente e as filas não diminuíram, vontade de sentar e chorar, levou um bom tempo mas nos adaptamos a loja e quando pensávamos que tudo estava bem... vem o corona vírus.